Número total de visualizações de página

20 de fevereiro de 2012

O ornitorrinco


Ilustração de Bobby Chiu & Kei Acedera
Umberto Eco, na obra Kant e o ornitorrinco, analisa o problema das categorias de interpretação a partir dos juízos teorizados pelo filósofo alemão, que se depara com "um animal que tem um pouco de toupeira, um pouco de lontra, um pouco de pato, um pouco de castor. É um "ornitorrinco", mas ele não o sabe".

É este o exemplo que Granieri (2006) dá, em Geração Blogue, ao explicar que a internet e os blogues em particular nos colocam perante "o problema do ornitorrinco", que nos obriga a "readaptar continuamente as nossas categorias de interpretação".

Ilustração de António João Santos
e João Rodrigues
A experiência de recém-bloguista, em Portefólio de Leituras, foi moldando também as minhas categorias de interpretação do mundo tecnológico. Várias ferramentas aqui têm tido expressão, ao longo de cerca de 3 meses e mais de 2000 cliques!

Ultrapassado o medo (quase pânico!) de manejar tanto inaudito artefacto tecnológico, tornei-me sua aliada. 

Na verdade, tentei responder a um repto. O desafio de partida - a que não podia escapar! - tornou-se um prazer quotidiano, quase um vício, na vontade de me superar e de ultrapassar os constrangimentos e desaires informáticos que sempre vão surgindo.


Ilustração de Sam Hyuen Kim

Deste abraço (ao blogue, ao Popplet, ao Slideshare, ao Facebook, à incorporação de vídeos, etc.) fica um rasto. Um rasto com chama de futuro.

O Portefólio de Leituras vai continuar, com os seus amáveis e fiéis seguidores e o recurso inestimável a Pinzellades al món, blogue de ilustradores de livros internacionais, que na sua omnipresença tem procurado criar um fio condutor ao longo deste diário digital sobre livros e leituras!

2 comentários:

  1. Tinha curiosidade sobre a fonte das ilustrações. Um segredo desvendado. Obrigada. A garra com que sempre abraçaste projetos está aqui também no blogue. Obrigada por partilhares leituras. Dizem os estudos que quem lê tem mais possibilidades de manter a mente sã. Para mim, o tipo de leituras não me é nada indiferente. Leituras vazias de conteúdo também esvaziam a mente. Aqui encontro algumas sugestões de que sou fã e outras que fazem crescer o apetite. Beijos

    ResponderEliminar
  2. Os seguidores, tanto aqui como no Facebook, também me têm incentivado a dar continuidade a este projeto tão aliciante. Obrigada pelo teu estímulo, Margarida. Beijinhos e boas leituras!

    ResponderEliminar