Número total de visualizações de página

14 de março de 2013

Gato que brincas na rua

Ilustração de Amy Lyn Bihrle
Gato que brincas na rua
Como se fosse na cama,
Invejo a sorte que é tua
Porque nem sorte se chama.

Bom servo das leis fatais
Que regem pedras e gentes,
Que tens instintos gerais
E sentes só o que sentes.

És feliz porque és assim,
Todo o nada que és é teu.
Eu vejo-me e estou sem mim,
Conheço-me e não sou eu.

                                         Fernando Pessoa

Sem comentários:

Enviar um comentário